Monsenhor Paulo nas Gerais

dez 30, 2012   //   by admin   //   Sem comentários

Cidade pequena
Como a uma criança,
por isso esse ar de graça, da beleza
do sentir pequena no tamanho
mas imensa no coração de teus filhos.
Tomara que essa criança
nunca se torne adulta
porque quebraria o encanto
e perderia sua inocência.
E assim que te vejo, Monsenhor Paulo
com aquela mesma imagem que te vi
quando tive que te deixar.
É a mesma imagem que levo sempre
do meu lado esquerdo do peito
por onde quer que eu vá.
Por isso não cresça,
pacata e singela cidadezinha.
Se as drogas te invadirem
luta contra elas, tu poderás vencê-las.
Se a doença te contaminar
tu terás muitos filhos aptos para te curar;
Se a fé te faltar,
haverá sempre um lugar
nos bancos da matriz
para você assentar.
Se a violência te atingir
não será difícil combatê-la
pois teus filhos sempre foram
mansos de coração.
Nem se o mundo desabar sobre ti
no próximo milênio
não temas,
tu poderás renascer sempre das cinzas
e te tornar forte novamente.
O futuro te espera,
caminha para ele.
Mas vá assim:
Com graça e inocência
como uma criança na pré-adolescência

Deixe um comentário